segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Eu, manteiga derretida.

Costumava pensar que "chorar em casamentos é para os fracos".rs Não fazendo pouco de ninguém por isso, claro. Mas por mais romântica que eu fosse, nunquinha tive nenhuma movimentação em meus canais lacrimais durante essas ocasiões.

Dos muitos casamentos aos quais assisti, dois permaneciam em minha mente como exemplos de belas cerimônias, o do Raoni e da Mikelle, nossos conselheiros de jovens hoje, e o do Pr. Eliseu e da Tati, praticamente da família, já que são irmãos e cunhados da minha querida Márcia Elisa também... Engraçado que esses dois casamentos ocorreram em datas bem próximas... No primeiro, a noiva entrou enquanto ele cantava e tocava no violão uma música que fez pra ela. No segundo, o noivo também cantava uma linda música pra noiva e ainda teve um dueto dos dois...[Tô errando em alguma coisa? rs] Mesmo tendo sido duas cerimônias marcantes, não conseguiram me arrancar lágrimas dos olhos. 

Mas de julho do ano passado a janeiro deste ano, três casamentos mudaram essa história. Foi só a noiva entrar na igreja pra eu ter que me segurar e reprimir as lágrimas a qualquer custo! rs Foi trabalhoso, confesso, mas não queria dar essa bandeira nem estragar a maquiagem... rsrs

Percebi então que, quanto maior a proximidade com os noivos, maior a possibilidade de se emocionar a este ponto. Acompanhei a história do Bruno e da Jú. Tive a Adriane como amiga durante toda a minha adolescência e torcia pra que ela encontrasse alguém pra parar de dar cabeçada (rs). E também torcia e ansiava pra que a Suzi encontrasse alguém que a merecesse e a fizesse feliz. Então foram cerimônias muito aguardadas. 

Nem imagino como vai ser quando minha irmã e irmão se casarem... pior, será que eu vou conseguir segurar minhas lágrimas em meu próprio casamento??? Acho melhor ir pensando desde já em uma make bem clean... haha Bom, vamos deixar o futuro quieto nas mãos de Deus... Por ora, fica apenas esse registro... Chegou a época dos chegados irem se casando... acho melhor deixar o lencinho no standby!

3 comentários:

Little Heart - Márcia Elisa disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Amiga... quero ver quando nós casarmos!!! Vai ser uma choradeira... Eu, com certeza, choro menos que você... Mas me acabei em lágrimas no casamento do Paulo.
E, no seu eu não me garanto mesmo! rsrs
beijos!

jullygomesantos disse...

Ha Sue! se você vai chorar no seu casamento é uma pergunta que eu já sei responder. Sim! Eu que sou muito menos romântica que você não consegui segurar e entrei na igreja chorando, ou será que comecei a chorar a caminho da igreja, no dia da noiva... Ha nem sei, mas passa um filme na nossa cabeça onde a mãe de Deus se mostra presente em todos os momentos, e ai mais que a emoção do casamento o choro é de gratidão a Deus! Bom depois do meu eu não me garanto mais em nada, em casamentos, aniversários, cultos, até na escola dominical né Sue, vc já viu!!! Beijão e continue a escrever sempre!!!

Marcinha disse...

Nem me atrevo a comentar sobre o assunto em questão, hehe.
Que vai chorar eu garanto. =D