quarta-feira, 30 de março de 2016

Sobre bolhinhas de sabão e coisas afins...

Já passou de uma da manhã, faltam exatos 10 dias para o meu casamento. E como todas as noites destes últimos dias de solteira, eu me pego deitada por longos minutos olhando pro teto. Pensando e pensando sobre coisas menores e também grandes.

Tem muito tempo que não escrevo, e, se não me engano, mês passado tinha me batido uma vontade enorme de voltar à ativa (ainda que não saiba com qual frequência) falando sobre o casamento de uma missionária - esta aqui mesmo! rs E nessa, entre tantas noites de pouco sono e muitas preocupações, lembrei desse desejo. Enfim, aqui estou.

Não tinha falado nada sobre casamento, esse momento tão esperado na vida de uma mulher, em especial uma romântica, mas Deus tem me permitido realizar além do que havia sonhado. Não tenho nada a reclamar, tenho recebido muito mais do que um dia imaginei... e depois vou mostrar isso por aqui. Mas ainda sou mulher, sou humana, e me preocupo. Deus sabe que isso acontece, senão não teria nos mandado lançar sobre Ele toda a nossa ansiedade (porque Ele tem cuidado de nós!) - 1 Pe 5.7.

E eu estava encarando o teto e trocando ideias com o Papai sobre o casamento. Coisas bobinhas como estratégias para boas imagens com bolhinhas de sabão, se o número de vidrinhos que comprei no dia serão suficientes ou se a quantidade pode gerar confusão (rs)... Depois me alegrei, lembrando que agora já teremos geladeira e fogão nos esperando em nossa casinha no sertão do Piauí (onde vamos morar depois de casados). Mas isso me lembrou também, das contas que ainda temos que pagar - que não são poucas - e do desejo de amenizar os últimos gastos com o casamento das costas da minha família, coisa que parece bem difícil de conseguir.

Entre tantas coisas das quais me lembro, também me emociona ver o esforço de tantos queridos para estarem presentes conosco no dia do casamento ou nos presentear. É um carinho palpável, que toca profundamente nossos corações a essa altura do campeonato. Mas às vezes os motivos de preocupações parecem falar mais alto. 

Mais cedo nessa última quarta, caminhando à noitinha com o meu noivo na lagoa, falávamos sobre a real possibilidade de vivermos alguns meses (só Deus sabe quantos) com apenas o essencial em nossa casa, até que consigamos montá-la toda... Afinal, sacrificamos alguma segurança nesse aspecto quando vimos que poderíamos ter uma viagem de uma viagem de lua de mel e escolhemos não abrir mão disso (vamos pra Gramado com a graça do Papai!!!). 

É um salto no escuro. E isso não é apenas uma sensação. Mas já escrevi tantas, mas tantas vezes aqui, que não andamos pelo que vemos, mas pelo que cremos (2 Co 5.7). E temos visto a boa mão do Pai a nos abençoar desde o início. Vocês não fazem ideia de quantas pessoas, conhecidas ou não, Ele aproximou de nós para nos abençoar com um casamento de sonho... Então, sabemos que Ele estará conosco na nossa casa, esteja ela como estiver, montadinha ou não. 



Provavelmente resumi muita coisa, mas no geral, parece ser assim a vida de uma noiva missionária... Acho que não me estressei em nenhum momento até aqui, de verdade. Mas conservo, como a grande maioria, umas poucas preocupações com os pequenos detalhes que amamos e alguns momentos em que as grandes preocupações vêm com força. Como acontece na vida missionária, não tenho (não temos) qualquer garantia, exceto por uma: aquEle que nos chamou continua conosco até o fim. E oro para que essa fé e certeza estejam vivas no meu e no seu coração todos os dias de nossas vidas!


"Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera". Isaías 64.4

quarta-feira, 15 de abril de 2015

O outono de sempre!

Vou ser bem sincera. Em todo esse dia eu fiz muito pouco. Leio, leio, me disperso, me sinto desanimada, o sono atrapalha e por aí vai... Então, quando eu tava pescando ao ler o parágrafo de uma notícia em inglês (o detalhe não é pra me esnobar, só pra demonstrar que exigia um esforço além do normal rs), sem saber muito o que fazer, pra onde correr, me levantei e saí da sala. Fui ao banheiro, me olhei no espelho ao sair. Parei na porta que dá pro corredor de entrada, que é coberto, mas tem umas partes laterais abertas.

Não dava pra ver muita coisa, só um pedacinho do céu e de um poste... mas deu pra perceber uma coisa que tranquilizou e alegrou muito meu coração. Dá pra ver e sentir o outono aqui também!!! Nessa cidade praiana, quente, tão diferente do meu Belo Horizonte, também é possível ver e viver minha estação favorita! Voltei pra trás e desci um andar pra ver a rua pela porta de vidro e também estava lá, inclusive pelo pedaço do céu, já ensaiando o crepúsculo!

É outono! E é outono aqui também! Parece até insanidade, mas como enxergar esses raios de sol mais amarelados e sentir essa brisa mais friazinha e carregada de poesia aquietam e acalentam meu coração! Que agora está cheio de gratidão por essa linda percepção! Deus é bom! Em todo o tempo Ele é, para sempre Ele é... bom!!!!!!

Enfim, não está tudo tão diferente assim! Está lá fora, e está aqui dentro também! :))

"Let me lay down in this field
And stare up at the sky
I hope the days and clouds
Turn into something
As they pass us by
And maybe you could settle
For a skyline faded blue
I hope that you might settle
For this love I have for you..." 

[Jars Of Clay, These Ordinary Days]

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Outono novo. [1]

Estou incomodada. Desde que comecei minha vida missionária integralmente não consigo escrever aqui. Mas sinto que é hora de mudar... Escrever não é a coisa principal que nasci pra fazer na vida, mas é uma parte muito importante pra mim... da qual tenho sentido falta demais! E tenho tanta coisa pra compartilhar... Coisas que o Papai tem me ensinado... E como Ele tem me ensinado!

Já é outono outra vez... O outono mais diferente da minha vida até aqui. Quantas folhas caíram e quantos brotinhos de folhinhas já despontaram! Um Deus que faz novas todas as coisas! Temos que parar de limitá-Lo. Ele pode. Ele pode transformar nosso sentimento, nosso pensamento, nossa motivação. Ele pode fazer novas todas as coisas. De uma forma sutil no dia a dia e de uma forma "avassaladora" em um único dia.

Ele pode. E Ele faz. Mas a gente tem que dar espaço para que Ele faça isso.

"...eis que tudo se fez novo." 2Co 5.17b

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Primeira newsletter de 2015 pra falar do que já comecei a falar aqui... :))

*|MC:SUBJECT|*
Use this area to offer a short preview of your email's content.
View this email in your browser

"Vivendo e aprendendo a jogar..."

E o ano ainda é novo!

Olá, amigos!
Que coisa boa poder escrever, poder compartilhar um pouquinho do que ainda é recente, que bom conseguir tirar um tempo pra "jogar conversa fora"!
Pois bem, me apropriei desse verso de uma música da Elis Regina pra expressar um pouco dos desafios deste momento. Como vocês - que me acompanham - bem sabem, vai fazer um mês que vim de vez pra Vila Velha, morar em uma base missionária e servir ao Papai (neste tempo) com minha profissão e o que mais me for possível.
Hoje sou uma dentre as vozes que têm se levantado em favor da Igreja Sofredora, contribuindo na Comunicação da MAIS (Missão em Apoio à Igreja Sofredora). Vocês podem ler as matérias que escrevo na página da Organização (https://maisnomundo.org/noticias/) e saber um pouco mais daquilo que move nossos corações, daquilo que, na verdade, move o coração do nosso Pai.
Ainda tem muito mais pra eu contribuir, a começar dessa área de Comunicação mesmo, mas ainda estou "vivendo e aprendendo a jogar", entrando no ritmo, dando vazão às ideias. E fora isso, tem os outros desafios, como cumprir minha escala diária de limpeza com alegria, aprender a administrar o recurso com o qual tenho vivido, me esforçar para não ficar ansiosa sobre o dia de amanhã e por aí vai...
Espero encontrar a todos bem! Não hesitem em responder, perguntar, "aparecer", dar notícia... tenho saudades! E para quem quiser, meus canais de comunicação nas redes sociais continuam à disposição!
Beijo grande, que Jesus abençoe o coração e mente de cada um!
Começamos o ano na MAIS de uma forma bem especial, com uma programação de 24 horas de louvor e intercessão. A cada duas horas, três pessoas conduziam um momento com palavra, adoração e oração por motivos específicos com que lidamos aqui. #pelaIgrejaSofredora
Muitos sabem, outros talvez ainda não, mas essa semana completo dois meses de namoro com o Andrey Gustavo, também ex-aluno do CT Mais e missionário da mesma organização que eu. Contudo, desde a semana passada ele está com o irmão em Acauã, sertão do Piauí, onde estamos abrindo uma base missionária em parceria com outras organizações cristãs a fim de levar o Reino por meio do desenvolvimento comunitário a essa que é uma das regiões mais esquecidas de nosso país. Você pode orar por eles, pode orar pelo sertão e pode também, se quiser, acompanhar o trabalho deles através da página no Facebook.
Ora comigo?

- Pela distância e saudade diária daqueles que amo;
- Pela minha família em Belo Horizonte;
- Para que eu possa realmente fazer a diferença no meio dessa equipe que me acolhe e seja um instrumento para aliviar a dor da Igreja Sofredora;
- Pela provisão do Papai;
- Para que o Senhor me guie e use na comunidade de fé onde Ele me quiser.
Coisa boa é receber amigos! Nesse mês de janeiro tive a alegria de receber vários amigos das minhas Minas Gerais em férias por esses lados de cá. Só não tenho foto com todos, mas a memória ficou cheia de boas e novas lembranças! S2
Meu nome é Suéllen Valverde, tenho 32 anos, mineira, formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Sou membro da Igreja Metodista em Carlos Prates, Belo Horizonte, atualmente morando em Vila Velha/ES. Aluna do Centro de Treinamento da MAIS e missionária em tempo integral na organização desde janeiro deste ano.
Quer contribuir?

Banco do Brasil
Ag. 3610-2
Conta corrente 20.185-5
Suéllen Valverde Silva
Facebook
Facebook
Twitter
Twitter
Instagram
Instagram
Blogger
Blogger
Email
Email
MAIS
MAIS
Não quer mais receber esses emails? Só clicar em "unsubscribe"!

unsubscribe from this list    update subscription preferences






This email was sent to *|EMAIL|*
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
*|LIST:ADDRESSLINE|*

*|REWARDS|*

domingo, 1 de fevereiro de 2015

O tempo de agora...

Tem tanto tempo que não escrevo! E tenho tanta coisa pra falar! Mas com tanto acúmulo de assunto, nem sei por onde começar, o que priorizar nesse post... rs

O Papai me trouxe em agosto para o centro de treinamento missionário, e logo no início do curso houve uma conversa para que eu continuasse na organização, servindo com minha profissão. Orei, pedi confirmação, que veio pelo menos três vezes claramente, fora toda a impressão que eu já carregava no meu espírito de que não voltaria pra BH.

E estou aqui, servindo dentro da base missionária, mas com uma certeza muito forte que Ele me deu durante uma dessas confirmações. Quando vim pra cá me preparar, Ele tinha me mostrado que este era um passo da caminhada e que Ele mostraria os seguintes. Continuar foi/é mais um passo. Mas é só um passo. Ainda não sei onde vai dar a caminhada, mas sei que Ele está comigo.

Este é o tempo de servi-Lo aqui, de servi-Lo assim, com minha profissão, mas qual tempo, modo e lugar virão depois, só Ele sabe! Isso é tudo que eu preciso saber por agora! Esse tempo está só no começo... Ainda tenho tanto que aprender dessa nova vida de entrega completa ao Pai. Ainda tenho tanto, mas tanto pra fazer nessa etapa. Mas mesmo nesse começo, o que nunca falta são os motivos para agradecê-Lo!

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Uma newsletter pra desejar Feliz Natal!

*|MC:SUBJECT|*
Use this area to offer a short preview of your email's content.
View this email in your browser

Porque Jesus veio, tudo pode ser novo!

E vai começar tudo de novo, tudo novo!

Queridos amigos, vocês têm acompanhado o início de um novo tempo em minha vida e não poderia deixar de (tentar) participar da vida de vocês nessa estação tão preciosa que é o Natal e a chegada de um novo ano! Todos vocês são importantes em minha vida e peço ao Papai que a Graça e o Amor dEle venha alcançá-los e surpreendê-los não apenas nesse tempo e no novo ano que está para começar, mas em cada dia de suas vidas!

Estou em casa desde o finalzinho de novembro, aproveitando os confortos e cuidados da família, revendo amigos e curtindo minha BH que sempre fica linda no Natal! E outro dia, em uma confraternização com os jovens da minha igreja, Metodista no bairro Carlos Prates, me lembrei de que, muitos meses atrás, tinha uma impressão muito forte em meu coração de que este ano iria terminar de maneira muito diferente da que havia começado, e de fato o foi! E agradeço ao Papai por isso!

É claro que caminhar integralmente na Missão, sem uma fonte fixa de renda, é algo que sempre traz preocupação, mas desde já agradeço àqueles que já se manifestaram e desejam abençoar minha caminhada! O desafio para 2015 é colocar em prática o que a Palavra de Deus afirma, que "andamos por fé, e não por vista" (2Co 5.7). Tem um cantor que me inspira muito, Jason Upton, que ainda complementa "Porque quando eu sei para onde estou indo meus olhos me impedem de confiar em Ti" (canção "Blinded"). Então vamos caminhar, vamos confiar!

Um Natal feliz demais pra gente, repleto do real significado, e um 2015 de uma caminhada na companhia daquEle que nos criou e nos amou primeiro, o Deus que é três e também é um, Pai, Filho e Espírito Santo!
No dia 22 de novembro aconteceu nossa formatura, após cerca de quatro meses de muito aprendizado e experiências transformadora no Centro de Treinamento Missionário da MAIS!
Recebi uma visita muito especial no final de semana de formatura: minha mãe e minha irmã puderam conhecer um pouco mais da vida que levei como aluna do CT no Espírito Santo.
Nossos amigos do Burundi, Cuba, Guiné-Bissau e Haiti já estão de volta a suas casas e realidades, deixando muita saudade!
Mas a partir de 05/01/2015 a vida vai ser um pouco diferente: estarei na MAIS como obreira, atuando diretamente na área de Comunicação, mas contribuindo em tudo quanto for possível! #pelaIgrejaSofredora
Abaixo, algumas cenas de dezembro: visita ao Inhotim com amigos do Espírito Santo; comemoração do meu aniversário no último dia 16 e confraternização com amigos queridos da Secretaria de Estado de Educação, onde trabalhei até julho. Foram tantos momentos preciosos que nem teria como compartilhar todos aqui!
Ora comigo?

- Por esse tempo longe da família, bem como pela minha família também;
- Para que eu possa realmente fazer a diferença no meio dessa equipe que me acolhe e seja um instrumento para aliviar a dor da Igreja Sofredora;
- Pela provisão do Papai;
- Para que o Senhor me guie e use na comunidade de fé onde Ele me quiser.

 
Quer contribuir?

Banco do Brasil
Ag. 3610-2
Conta corrente 20.185-5
Suéllen Valverde Silva
Facebook
Facebook
Twitter
Twitter
Instagram
Instagram
Blogger
Blogger
Email
Email
MAIS
MAIS
Não quer mais receber esses emails? Só clicar em "unsubscribe"!

unsubscribe from this list    update subscription preferences






This email was sent to *|EMAIL|*
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
*|LIST:ADDRESSLINE|*

*|REWARDS|*