terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Mais um ano vai...

Eu tinha uma "tradição" de escrever uma análise de cada ano ao final dele.

Engraçado que praticamente todas registravam um ano abençoado em todas as áreas, com exceção da sentimental, claro, que sempre ficava a desejar. Qualquer hora eu crio ânimo e coragem pra compartilhar meu testemunho pessoal sobre isso, mas não é o foco de hoje.
Bem, se eu fosse escrever um "resumo" de 2009, não sei nem que palavras iria usar. Achava que minha vida espiritual era boa, mas é como Jó diz no capítulo 42: "Antes Te conhecia de ouvir falar, mas agora os meus olhos Te vêem". Este ano foi uma coisa de louco, um presente de Deus... e o melhor é este sentimento e esta certeza de que é apenas o começo!

A pouco estava pensando em algumas coisas, falando umas coisas com Deus. O fato, é que não é nada agradável terminar o ano sem um emprego. Principalmente depois de um tempo, quando as pessoas começam a jogar algumas coisas na cara da gente, a fazer algumas pressões... apesar de toda a fé e esperança que temos, isso machuca e incomoda.

Estava lembrando de quando sai do meu trabalho e fazia alguns cálculos de que um emprego em novembro seria ideal, caso Deus já enviasse a benção. Esse cálculo já pretendia eliminar essa possibilidade de virar o ano nessa situação. Mas lembrando disso, pensei que seria muito fácil ter essa fé... tudo calculado, tudo como planejado.

Não era este o desafio quando Deus me mostrou que era hora de "andar por fé". Ora, o que é a fé? "É a certeza das coisas que se esperam e a prova das que não se vêem", conforme explica o capítulo 11 do livro de Hebreus. Seria muito fácil se tudo acontecesse conforme meus cálculos e preferências. Mas glória a Deus porque a minha vitória está a caminho, a despeito de como as coisas aparentem ser ou estar!


E para complementar este momento, eis as devocionais com as quais Ele me presenteou hoje! Esta primeira, veio logo depois destes pensamentos... a última, perfeita, eu li durante a manhã.

Contra a corrente
E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Romanos 12.2
......................
Estava sentado à margem do rio Niágara, cercado pela beleza da criação de Deus. Um caiaque passou deslizando e fiquei observando os movimentos regulares e poderosos do homem que remava contra a corrente, subindo o rio. O que me intrigou foi a corrente incrivelmente forte. Era surpreendente como ela carregava os patos e gaivotas que flutuavam na superfície. Os barcos eram levados pela correnteza turbulenta. É difícil lutar contra qualquer corrente, principalmente as correntes fortes do nosso mundo secular. Mas o reino da fé não nos pede que nos deixemos levar pelos caminhos fáceis da vida; pede, sim, que sigamos o chamado de Deus a lugares desconhecidos. Pensei nos heróis da fé, como Noé, que construiu uma arca a quilômetros de distância de qualquer lago ou rio porque Deus assim lhe ordenou, e Moisés, que conduziu uma nação pelo deserto até a Terra Prometida. Seria fácil seguir as normas e nos deixar levar pelas correntes. Mas a obra de Deus nos pede esforço, perseverança, esperança e visão. A fé sustenta-nos enquanto fazemos nosso caminho, mesmo que seja contra a corrente da vida, até a Terra Prometida.

Oração: Ó Senhor, dá-nos coragem e fé para Te seguirmos por onde Tu nos conduzires. Fortalece-nos quando o caminho for difícil. Em nome de Jesus. Amém.


Mas não parou aí... Ele também mandou uma outra devocional especial para esse dia, que eu traduzi e também posto aqui.

Faça os planos certos

"Conceda-te conforme ao teu coração, e cumpra todo o teu plano". Salmo 20.4

PALAVRA DE HOJE com Joel e Victoria

A Bíblia nos diz que fé verdadeira traz ações com ela. Muitas vezes as pessoas dizem que acreditam de um jeito, mas com as ações delas, elas estão fazendo o contrário. Nós temos que entender que a fé vai funcionar em ambas as direções. I sei de algumas pessoas que fazem planos para pegar gripe. Elas falam disso e dizem, "Todo ano eu gripo". Ou, "Vai ser difícil esse ano". Eles esperam isso e um poucos meses depois, elas têm isso. A fé delas funcionou. Elas acreditaram, esperaram, fizeram planos, e receberam isso. Mas em vez de fazer planos para o pior, por que você não faz planos para o melhor? Por que você não faz planos para a Palavra de Deus se realizar em sua vida? A Palavra diz, "Nenhuma arma forjada contra nós há de prosperar". " Mil caírão ao teu lado, dez mil à tua direita, mas tú não serás atingido".

Hoje, faça planos de acordo com a Palavra de Deus. Enquanto você faz os planos certos, você verá as coisas certas se realizarem em sua vida. Você subirá mais alto e desfrutará as benção que Deus têm separadas pra você!

UMA ORAÇÃO PARA HOJE

"Deus Pai, eu confesso que preciso de Ti hoje. Sonda o meu coração. Ajuda-me a ver cada área onde minha fé está trabalhando na direção errada. Eu desejo fazer planos em concordância conTigo, porque então eu posso tomar parte das boas coisas que Tu tens reservadas para mim. No nome de Jesus, amém."

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Garotas Gilmore...


Umas duas semanas antes do meu aniversário, ganhei a 7a temporada da minha série favorita no mundo todo: Gilmore Girls!!! Com isso, antes do dia propriamente dito, já havia assistido a todos os DVD's e, mais uma vez, o último capítulo do roteiro mais envolvente, inteligente, engraçado e fofo que já fizeram. E, claro, como em todas as vezes, chorei um bocado!

Nenhuma despedida é fácil, e lá, além de nos despedirmos da série, víamos Rory se despedindo de sua mãe, sua casa, sua cidade (a incrível Stars Hollow - queria morar lá! rs), sua rotina e faculdade... Mas a pior despedida, a que soa realmente definitiva, é a do Logan. Não entendo como ela teve coragem de renunciar a possibilidade de construírem uma vida juntos depois de tudo que eles passaram ao longo da série...

Comecei a pensar nos casais Gilmore Girls... Apesar de sempre ter encontrado muito de mim na Rory, relacionamentos com certeza não era um ponto em comum... mesmo porque ela passou pouquíssimo tempo solteira desde os 16 anos... sempre com relacionamentos duradouros e um cadinho complexos...

Começou pelo Dean, passou pelo Jesse e acabou com o Logan (tô esquecendo de algum???)... mas o namorado que mais me encantou em GG não foi nenhum desses... foi um namorado da Lane, sua melhor amiga coreana...

Seu nome era Dave Rygalsk. E ele conheceu a Lane quando anunciou que precisava de uma baterista pra tocar em sua banda... Daí ela entrou em contato, se conheceram e começaram a tocar juntos, surgindo um "sentimento"... Mas a mãe da Lane, adventista, não permitia que Lane namorasse ninguém que não fosse coreano ou pelo menos tivesse a mesma religião...

Cara, o Dave era tudo de bom!!! O que ele fez pela Lane deixaria qualquer uma de boca aberta... Depois que da declaração, o Dave passou a fingir que era adventista só pra tocar nos eventos da igreja da mãe dela e, assim, poder estar perto da Lane em todos os momentos possíveis... Pra tentar convencer a sra. Kim a deixá-lo levar a Lane ao baile de formatura, ele foi falar com ela e ela citou uma frase famosa como resposta, que ele pensou ser da Bíblia... No dia seguinte ele voltou lá cheio de olheiras, todo amassado e sem muita força pra perguntar da onde era a frase, pois havia virado a noite lendo a Bíblia pra entender o que ela queria dizer, mas não achou a tal frase... que por fim era Shakespeare! rs

É uma cena memorável...
Mas infelizmente ele foi chamado pra um papel de protagonista em The O.C., o que me confere mais um motivo pra detestar aquela série enjoada... Com isso, o Dave foi estudar na Califórnia ("California here it comes"... ), do outro lado do país (Stars Hollow "é" em Connecticut), e a Lane acabou se apaixonando e se casando com o Zac depois... O Zac é gente boa, mas não tem como comparar com o Dave...

Bom, terminadas essas conjecturas ou reminescências, vou postar um texto que escrevi sobre o episódio final de Gilmore Girls em 2007 - pouco depois de tê-lo assistido pela primeira vez. A postagem foi no tal blog de amigas evangélicas que já mencionei ter em posts anteriores...

14 de julho de 2007

Vida Real
Aiiiiii, acabou-se a série mais Little da história de todos os tempos: GILMORE GIRLS! Já estou com saudade... na verdade já estava enquanto via o último episódio. Chorei horrores!

Até no final da série vi alguém que conheço bem na pele da Rory. Formando em Jornalismo e amargando a frustração de não realizar seu sonho, ela se viu diante de um mundo de "não-certezas". Se sentiu pequena diante desse mundo. Mas quando fazia planos para esperar por um caminho, apareceu uma oportunidade que seria boa para seu amadurecimento. Ela ainda, insegura, temeu não ser capaz de fazer aquilo para o que se preparou por anos. Mas foi.


Rory deixou a deliciosa cidadezinha de Stars Hollow por tempo indeterminado... E essa separação, que realmente resumiu o fim da série foi o que mais me fez chorar. Porque agora acabou. A vida real a aguarda. Mas confesso que, em seu lugar, sem nenhum sonho que fosse prejudicado no caminho, teria me casado com o Logan (claro, amando-o como ela dizia). Qual seria o problema de começar essa vida nova ao lado dele? Esse foi meu único desapontamento nesse final. Talvez o dilema Luke ou Christopher pudesse ser um outro probleminha... acho q não conseguiria resolver sem uma pontinha de tristeza no lugar da Lorelai...


Gente, desculpe se falei um monte de coisa das quais metade de vcs podem nem saber do que se trata. Mas o fato é, amo essa série! E vejo que em seu desfecho ela acompanha a vida real da maioria de nós. Estamos deixando etapas para trás em nossas vidas, avançando, enfrentando novos desafios, crescendo.
Nosso diferencial é que temos nosso Pai Celeste ao nosso lado em todos os momentos. E sabemos e nos regozijamos com essa certeza. Mas não deixamos de ser garotas, sonhadoras, inteligentes.

Desculpem, mas acho que não tenho nenhuma conclusão para adicionar.
Fica, então, as lágrimas nos olhos e um sorriso no rosto. Gilmore Girls acabou. Vida que segue.

"Logan, me desculpe, eu não posso. Eu te amo, vc sabe o qto, e amo a idéia de estar casada com vc. Mas tenho muitas coisas na minha vida agora q estão indefinidas, e isso costumava me assustar, mas agora eu meio que gostei da idéia. Tudo está bem aberto, e se eu me casasse com vc, não estaria".
Rory Gilmore
"And someday all that's crazy
E algum dia tudo que é louco
All that's unexplained
Tudo que não tem explicação
Will be beautiful, beautiful
Será lindo, lindo
Someday all that's hazy
Algum dia tudo que é obscuro
Through a clouded glass
por meio de um vidro enevoado
Will be clear at last
Será claro finalmente
And sometimes we're just waiting, waiting
E algumas vezes estamos apenas esperando, esperando
For someday".
Por algum dia.

Nichole Nordeman

ps: o mais engraçado é que depois de todo esse tempo, esse post ainda faz sentido pra mim e pras meninas para as quais escrevi naquele julho...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Um dia especial...


Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia”.
Salmo 139.13-16

Pensei em tantas reflexões a escrever sobre meu aniversário desde algumas semanas antes. Mas hoje não tenho nada especial em mente, exceto por um pensamento: Posso não ter tudo que eu quero (ainda), mas sei que tenho tudo de que preciso neste momento. E louvo ao meu Deus por isso!

Para complementar, uma canção belíssima do Jon Foreman expressa melhor minhas emoções para este dia e este período... =]




Your Love is Strong

Heavenly Father
Pai Celeste
You always amaze me
Tu sempre me deixas maravilhado
Let your kingdom come
Que venha o teu reino
In my world and in my life
No meu mundo e na minha vida
You give me the food I need
Tu me dás o alimento que preciso
To live through the day
Para viver ao longo do dia
And forgive me as I forgive
E me perdoa como eu perdoo
The people that wronged me
As pessoas que me trataram injustamente
Lead me far from temptation
Afasta-me pra longe da tentação
Deliver me from the evil one
Livra-me do mal
I look out the window
Eu olho pela janela
The birds are composing
Os pássaros estão compondo
Not a note is out of tune
Nem uma nota está fora da sintonia
Or out of place
Ou de lugar

I walk to the meadow
Eu ando pelo prado
And stare at the flowers
E contemplo as flores
Better dressed than any girl
Melhores vestidas que qualquer garota
On her wedding day
Em seu casamento
So why should I worry?
Então por que eu deveria me preocupar?
Why do I freak out?
Por que eu vou me estressar?
God knows what I need
Deus sabe o que eu preciso
You know what I need
Tu sabes o que eu preciso
Your love is
Teu amor é
Your love is
Teu amor é
Your love is strong
Teu amor é forte
The kingdom of the heavens
O Reino dos Céus
Is now advancing
Está avançando agora
Invade my heart
Invade meu coração
Invade this broken town
Invade essa cidade quebrada

The kingdom of the heavens
O Reino dos Céus
Is buried treasure
É um tesouro enterrado
Won’t you sell yourself
Você não vai se vender
To buy the one you've found?
Para comprar aquele a quem encontrou?
Two things you told me
Duas coisas me disseste
That you are strong
Que és forte
And you love me
E que me amas
Yes, you love me
Sim, Tu me amas
Your love is
Teu amor é
Your love is
Teu amor é
Your love is strong
Teu amor é forte
Our God in Heaven
Nosso Deus no Céu
Hallowed be Thy name above all names
Louvado seja Teu nome sobre todo nome
Your kingdom come
Venha o teu reino
Your will be done
Seja feita a Tua vontade
On earth as it is in heaven
Assim na terra como nos céus
Give us today our daily bread
O pão nosso de cada dia nos daí hoje
Forgive us wicked sinners
Perdoa-nos maus pecadores
Keep us far away from our vices
Nos mantenha longe de nossos vícios
And deliver us from these prisons
E livra-nos dessas prisões

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O Natal pra mim...



Ele nasceu em Belém, em uma estrebaria, mas foi aqui que Ele morreu. Não é um lugar bonito. Seu nome é Monte Gólgota ou Calvário, que literalmente quer dizer "caveira". Era um lugar de morte. Onde os judeus crucificavam seus criminosos e onde crucificaram o Salvador da humanidade, Jesus Cristo! Ele tomou a cruz que era minha (e sua) e seguiu até este monte, onde entregou sua vida. Mas a cruz não foi o fim da linha, mas o começo da vitória que temos por meio d'Ele!


“E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota,
Onde o crucificaram, e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio.
E Pilatos escreveu também um título, e pô-lo em cima da cruz; e nele estava escrito: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS.
E muitos dos judeus leram este título; porque o lugar onde Jesus estava crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, grego e latim.
Diziam, pois, os principais sacerdotes dos judeus a Pilatos: Não escrevas, O Rei dos Judeus, mas que ele disse: Sou o Rei dos Judeus.
Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi.
Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e também a túnica. A túnica, porém, tecida toda de alto a baixo, não tinha costura.
Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será. Para que se cumprisse a Escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, E sobre a minha vestidura lançaram sortes.
E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena.
Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.
Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.
Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede.
Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja, e, pondo-a num hissope, lha chegaram à boca.
E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito”. João 19.17-30

sábado, 21 de novembro de 2009

Algo diferente no ar...

Por todos os lados, somos cercados por sinais que comprovam a chegada da época mais festiva do ano, o Natal!

Confesso que sou uma apaixonada pela data! Talvez porque além de reunir Natal e Ano Novo, também comemoro meu aniversário. Talvez porque os filmes americanos fizeram bem seu papel e incutiram em mim essa "mentalidade de massa capitalista"! hahahah
 

Há muitos exageros, muito desperdício nestas festividades, mas o mundo corrompe ou distorce ou prejudica tudo que há de bom mesmo, por isso não me surpreendo. Por outro lado, não há como perder a oportunidade de celebrar o nascimento do Deus Filho, de Jesus Cristo! Sem que o "verbo se tornasse carne", ou seja, sem o nascimento de Jesus, não seria possível uma Sexta-feira da Paixão ou um Domingo de Páscoa.


Mas discussões teológicas (ou não) à parte, o Natal já está às portas e não há como negar. E a despeito de todas as distorções, esse clima me inspira. Seja pelas canções, pelas cores, pelas luzes, pela esperança...


Desde criança, é um prazer pra mim decorar a árvore, a casa... e sonho em um dia poder fazer isso na minha própria casa... e acho que vou "exagerar" um pouquinho viu... meu padrão, ou alvo, de decoração é aquela coisa bem americana! Tanto que, por incrível que pareça, minha única "peça" de "enxoval" é justamente uma decoração de Natal...


No meu acervo de Contemporary Christian Music de Natal, tem uma da Leigh Nash (que geralmente é um 'pqnho' pra baixo rs) que diz uma verdade muito bacana: só Jesus sabe do que a gente precisa!

E cedendo um pco à nostalgia que acompanha aniversários e festejos de fim de ano, posso ver nessa música dela uma verdade pra mim e pra todos nós: foi me entregando ao que Jesus sabia que eu precisava, ou seja, Sua vontade, que eu passei a me conhecer melhor e me tornar quem Ele me criou para ser.

[Esse vídeo é muito ruim, mas vale pra quem quiser conhecer a música]
 


Eternal Gifts
Leigh Nash

Santa knows what I want for Christmas
Papai Noel sabe o que eu quero de Natal
but Jesus knows what I need
mas Jesus sabe o que eu preciso
It can't be purchased wrapped up and placed
Isso não pode ser comprado, embrulhado e colocado
under an ephod tree
debaixo de um pinheiro

I need patience, kindness - virtues like these
Eu preciso de paciência, bondade – virtudes como essas
to bend on my knee at the manger
para me dobrar meu joelho na majedoura
Santa may bring these that last for a year
Papai Noel pode trazer aquilo que dura por um ano
but eternal gifts come from the Savior
mas presentes eternos vêm do Salvador

Some days come where I'm playing selfish
Alguns dias vêm onde eu estou sendo egoísta
I can't think of no one but me
Eu não consigo pensar em ninguém mais além de mim
Then I think of all that I'm blessed with
Então eu penso em tudo com o que sou abençoada
and that's always best to give than to receive
E que é sempre melhor dar que receber

I need faithfulness, love, generosity
Eu preciso de fidelidade, amor, generosidade
to open my home to a stranger
para abrir meu lar a um estranho
Santa may bring things that last for a year
Papai Noel pode trazer coisas que durem por um ano
but eternal gifts come from the Savior
mas presentes eternos vêm do Salvador

I need patience, kindness, generosity
Eu preciso de paciência, bondade, generosidade
to bend on my knee at the manger
para dobrar meu joelho na manjedoura
Santa may bring things that last for a year
Papai Noel pode trazer coisas que durem por um ano
but eternal gifts come from the Savior
mas presentes eternos vêm do Salvador

Santa knows what I want for Christmas
Papai Noel sabe o que eu quero de Natal
but Jesus knows what I need
Mas Jesus sabe do que eu preciso