quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O Natal já está no ar... :]

Outro dia achei mó legal a Jú contando os dias pra ir às lojas comprar enfeites de Natal pra casa dela. É o primeiro Natal que a casa é de fato dela pra decorar. 

Já contei aqui que a única peça oficial de enxoval que eu tenho é um bonequinho de neve que canta "I Wish You a Merry Christmas". Digo oficial porque na bagunça dessas obras aqui em casa descobri alguns jogos de cama, mesa e banho que minha mãe comprou "pra ela". [Sei]

Acho muito lindo as casas que se enfeitam para o Natal. E tenho muita preguiça dos crentes que preferem renegar a todas estas pequenas tradições que deveriam chamar a atenção pra este momento de festa: o nascimento de Jesus.

Eu peço sempre a Deus pra não me deixar cair no legalismo e me dar equilíbrio pra saber o que convém e o que não convém, e há coisas que eu prefiro mesmo que não entrem na minha vida e na minha casa, como bebida, música, livros, séries... mas são coisas que vão ocupar meu tempo e talvez minha mente. Mas os símbolos de Natal não têm esse poder. Se o diabo tenta associá-los com culturas pagãs, desculpa aí, mas na minha cultura eles se referem e trazem à memória o nascimento de Cristo. Essas coisas não vão falar por si mesmas, a tarefa de falar é nossa, mas elas vão ser um lembrete deste dia único na história: o dia que o Filho de Deus "esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens". [Fp 2.7]

Não é porque o diabo escolheu o arco-íris como símbolo do movimento gay, que eu vou deixar de achar lindo um arco-íris no céu. Porque pra mim, como pra qualquer pessoa que ler a Bíblia, o arco-íris é símbolo da aliança de Deus conosco.

Vou colar aqui a descrição de alguns desses símbolos da festa cristã mais linda de todas, que achei no site dos Luteranos. O que os egípcios antigos, assírios, chineses, "alienígenas" pensam sobre estes símbolos? Não me interessa, importa o que eles falam de Cristo pra mim. N'Ele eu sou livre de verdade!

PINHEIRO - Deus afirma que Ele é como o "cipreste" que mantém suas folhas sempre verdes (Os 14.8). Mesmo diante da falta de esperança, da seca ou do inverno, Deus faz nascer o verde de uma nova esperança (Is 11.1, 53.2; Jr 33.15). Nos países onde há neve, o pinheiro conserva suas folhas verdes, mesmo no rigor do inverno. Como árvore de Natal é citado na Europa, pela primeira vez, em 1539 e difundiu-se a partir do séc. XIX. O costume europeu tornou-se uma referência, não obstante as diferenças culturais e climáticas. No nordeste do Brasil, a planta que se conserva verde mesmo durante a seca é o Xiquexique, uma cactácea.

ESTRELA(S) - Enfeita-se o pinheirinho com estrelas ou então se fazem estrelas de papel de cores variadas ou papel transparente. A estrela de Natal tem um papel determinante na história, pois indica o caminho para os magos (Mt 2.2). A estrela tornou-se o símbolo do extraordinário que aconteceu naquela noite. A estrela aponta para o local do nascimento do menino Jesus e aponta para a plenitude de vida que representa esta vinda de Deus ao mundo em Cristo.

VELA(S) - A vela simboliza a luz que veio ao mundo com o nascimento de Cristo, como lemos no profeta Isaías 9.1: "O povo que andava na escuridão, viu uma forte luz; a luz brilhou sobre os que viviam nas trevas". Consumindo-se completamente para gerar luz, a vela simboliza a doação em favor da vida. Mesmo com toda a iluminação artificial, a vela conserva seu valor.

PRESENTE(S) - A idéia de trocar presentes no Natal está relacionada, entre outros motivos, aos magos que trouxeram presentes para o menino Jesus (Mt 2.11). O grande e imerecido presente mesmo é Deus que nos oferece em Cristo: uma vida abundante e repleta de alegria. A troca de presentes entre as pessoas é uma forma de lembrar que a oferta generosa de Deus em Cristo é para todos. O simbolismo do presente não é que, egoisticamente, acumulemos um monte de presentes ou presenteemos com segundas intenções. O simbolismo do presente é a partilha que permite que pessoas excluídas tenham acesso à vida boa e abundante que Cristo trouxe para todos. Presentear o necessitado é abrir as portas para o Senhor nascer!  





"Eu quero sentir o natal
Como ele costumava ser
Com toda a sua maravilha
Caindo em mim
A temporada me faz sentir tão vazio
Oh por algum tempo
Eu quero sentir o natal
Como uma criança

Eu quero ver os flocos de neve
Caindo no chão
Meus irmãos e irmãs
Todos reunidos ao redor
Singing "Longe, em uma manjedoura"
Enquanto sentamos perto do fogo
Eu quero sentir o natal
Como uma criança

Tem sido assim por muito tempo, agora eu não posso dizer
Só quando eu perdi meu caminho
Mas eu vou voltar a ser como era

Quando esse dia significou tudo
Nós gastamos nosso tempo lembrando
O bebê nasceu por todos
É tudo sobre Jesus
Dormindo na palha
Enviados a partir deste Rei
O Salvador de todos
Então por que não ser o melhor a estar tocando
Porque eu vou me juntar aos anjos cantandoGlória
E eu posso sentir o Natal como uma criança

Eu quero sentir o natal como uma criança"
[Third Day, Christmas Like a Child, do álbum Christmas Offerings]


ps: infelizmente, somente semana passada me dei conta de que este ano não vou poder decorar a casa toda por causa dessa reforma... Vamos o que dá pra fazer além de umas luzinhas lá fora... hehe

Um comentário:

jullygomesantos disse...

Concordo plenamente prima, a alegria que tenho em planejar e esperar pelo natal é pelo que ele representa para nós cristão, o nascimento de Jesus e pelo que os seus simbolos representam para mim, não pelas mestirar que o diabo inventa para tentar desviar o verdadeiro sentido do natal, a vinda do nosso Senhor até nós! BEIJOS!! E FELIZ NATAL!!!!! adiantado é claro!