terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Aprendi em 2010...

Tava aqui fazendo uma coisa que não tem me sobrado muito tempo pra fazer ultimamente, que é ler as devocionais do Max Lucado. E, como sempre, fico maravilhada. Acho que cada um dos meus favoritos me deixam de um jeito. Ao ler C. S. Lewis, fico sempre embasbacada, Max Lucado, maravilhada, Philip Yancey, reflexiva (tenho que ler mais dele pra lembrar do adjetivo mais apropriado, mas, por ora, esse vale).

Mas voltando ao fio da meada, o que a devocional dele de hoje diz, me lembrou de algo que o Pai me ensinou no último ano que se passou. E na verdade muitas coisas me fizeram lembrar disso. Enquanto trabalhava na [noite da] véspera de Natal/Natal mesmo, pude assistir um trecho do culto de Natal da Saddleback, igreja do Rick Warren. E em sua palavra, ele dizia sobre "abrir espaço pra Jesus". Dizia que muitas vezes fazemos coisas que são boas em si, mas que não têm muito valor por ocupar o espaço que deveria ser destinado ao nosso tempo diário com Ele.

E eu sei que em junho/julho meu maior desejo era de viajar pra um lugar longe das minhas responsabilidades para com a igreja. Ter um tempo só pra nós dois, um tempo pra Ele arejar minha mente e falar o que Ele de fato queria de mim. Era uma necessidade tão urgente e intensa que eu conseguia imaginar isso... fazer, por outro lado, não seria muito possível... Viajar sozinha? E sem dinheiro?

Mas, por fim, Ele pôde ir fazendo as mudanças necessárias no meu entendimento. E eu precisei mesmo de aproveitar os momentos possíveis longe dessas responsabilidades. Porque estava fazendo coisas demais. Muitas vezes de forma automática, não só a forma como fazia, bem como também a forma como decidia ajudar em tal coisa.

Remir o tempo é saber usá-lo com sabedoria, e separar um tempo pra Ele é a atitude mais sábia que podemos tomar. Trabalhar pra Ele é uma coisa boa em si, mas se estamos insistindo em fazer o que não é o que Ele quer que façamos, estamos apenas perdendo tempo e energia. Precisamos examinar nossas reais motivações e estar abertos a compreender onde e como e quando Ele quer nos usar. Talvez seja em algo mais simples, sem holofotes, talvez seja em algo muito visível, que vai nos causar certos temores, mas quando estamos fazendo a vontade d'Ele, o que Ele quer que façamos, a paz e a alegria que nos invade recompensa todos os pormenores e ressalvas.

E vou te falar que às vezes a gente não sabe 100% do que Ele quer que façamos, mas lembre-se de que o nosso Deus é um Deus criativo (pensem, por exemplo, na complexidade do corpo humano ou mesmo de uma planta), Ele sabe a melhor maneira de escrever a história das nossas vidas. Mas para exemplificar isso ainda melhor, de alguém que sabe muito mais que eu e sabe expressar isso infinitamente melhor: "Para descobrir a vontade de Deus que vc nao conhece, faça a vontade de Deus que vc conhece". Max Lucado

E falando nele, vamos à devocional que trouxe à minha memória essa simples reflexão e aprendizado...

 Vá para Ele
"Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade". (Salmo 46.1-2)

Você já sentiu que precisava se afastar? Jesus também. (Marcos 1.35)
Já teve tantas demandas que nem pôde parar pro almoço? Ele pode relatar. (Marcos 6.31)
Seus amigos já te chatearam? Quando Cristo precisou de ajuda, seus amigos cochilaram. (Mateus 26.40)
Quando você se volta pra Ele pedindo ajuda, Ele corre até você pra te ajudar. Por quê? Porque Ele sabe como você se sente. Ele esteve lá...
Então, vá para Ele.

2 comentários:

βιαн disse...

Ei Sue!
Eu sou a Bia, a irmã "pequena" da Cris, sua amiga! Tudo bom?
Dei uma passadinha no seu blog e adorei! Muito inspirador, só tenho a agradecer a Deus pela sua vida! Também tenho um blog, e gostaria de saber se poderia indicar o seu...
Beijos!

Little Flower disse...

Oi, Biah, seja bem-vinda! Fico muito feliz em tê-la por aqui, mais feliz por saber que está gostando! Sinta-se à vontade pra indicar o blog, será uma honra! Qual é o seu?
Bjs, Deus continue abençoando vc tb!!!