terça-feira, 7 de julho de 2009

Coffee, sweet coffee...

O texto que vou postar hoje é sobre um prazer e uma necessidade na vida de muitos: o café!
De fato, eu o escrevi e postei no dia 26 de maio do ano passado, num blog privado que tenho com umas amigas cristãs muito queridas.
Mas acho muito válido para este espaço também... e aviso, muitos outros relatos que postei lá serão compartilhados por aqui...!

"Smellin coffee"...

Umas semanas atrás, não sei porque cargas d'água, um amigo me perguntou se sentir o cheiro de café me fazia me sentir "segura, protegida", se me dava essa sensação. Foi aquela pergunta esperando uma concordância para reforçar a própria percepção [ele diz que não foi bem assim]. Claro, como pessoa franca que sou, respondi: "Não, nunca me deu essa impressão, mas agora não posso te falar o que seja". Não podia porque eu sentia que era algo muito maior do que isso, mas não estava ao alcance do meu entendimento naquele momento.

Passados muitos dias dessa conversa, estava voltando pra casa mais tarde do que o de costume, claro, por causa de trabalho. Uns poucos metros depois de ter entrado no meu ônibus e finalmente me sentir a caminho de casa, ele parou no sinal. Então no meio daquele cenário totalmente infértil, senti um forte aroma de café no ar. Infértil porque de um lado só havia um muro com torres e linhas elétricas em seu interior e do outro uma igreja católica escondida em um jardim grande demais pra permitir a viagem desse aroma maravilhoso.
Então, na noite do centro de Belo Horizonte, dentro de um coletivo, eu senti o doce perfume da nostalgia no ar, porque o aroma do café me transportou à minha infância, adolescência, até mesmo à cozinha da primeira casa onde vivi - por apenas dois anos, ou seja, não é uma vivência tão presente ou marcante na minha memória. Era como se eu revivesse naqueles poucos instantes muitas manhãs da minha vida. E como se eu quisesse que a próxima manhã chegasse logo pra que eu pudesse sentir aquela mesma sensação outra vez.

Não bastasse um sabor tão estimulante e delicioso, café tem gosto de "casa", de "família" e talvez por isso seja de praxe oferecê-lo pra quem nos visita - porque queremos fazê-los se sentir realmente à vontade. Então é isso o que o café, bebida pela qual sou mais que apaixonada, fala ao meu coração: a alegria de cada manhã desfrutada e o desejo de viver muitas outras mais, com o gostinho dessa bebida tão simples e tão comum na boca e esse aroma tão perfeito pela casa... na paz e serenidade das manhãs já longínquas.


"Im smellin coffee

[Estou sentindo o cheiro de café
Birds are singin just outside

[Pássaros estão cantando logo ali fora
Here comes Your Mercy streamin in with the morning light

[Aqui vem Sua Misericórdia nascendo com a luz da manhã
My heart is racing waking up to Your smile

[Meu coração desperta correndo para Teu sorriso
Its a good morning, yeah
[É uma boa manhã, sim
Its a good morning"É uma boa manhã


[Smellin' Coffee, Chris Rice - esse sabe falar com poesia das pequenas coisas da vida]




ps: e é claro que a minha banda mais do que favorita no mundo todo tinha que ter feito uma música sobre café também, né? Pra quem não conhece, é só pedir: Coffee Song! hehe

3 comentários:

L.P. disse...

Flower, dê uma olhada na imagem que postei mno "nosso" blog ... deu vontade de tatuar!

bárbara disse...

Café é estilo de vida.
=***

Little Flower disse...

Eu vi, L. P.!
Bonita demais, sô! Ow, saudade de vc... vamos marcar um café qq dia?
Besos!